Destaque Mundo Política

G20 vira palco para disputa entre China e EUA por domínio da América Latina

A América Latina será nos próximos dias palco da disputa entre China e EUA. Na quinta-feira (29), o presidente eleito, Jair Bolsonaro (PSL), recebe no Rio John Bolton, assessor de Segurança Nacional de Donald Trump. Nos próximos dias, chegam a Buenos Aires o próprio Trump e Xi Jinping, presidente chinês, que participam da cúpula das 20 principais economias do mundo, o G20. A disputa de Washington x Pequim, aliás, deverá ser um dos principais temas da reunião. “Além da disputa comercial entre Estados Unidos e China, há uma disputa entre os dois países que também diz respeito à projeção de influência política na América Latina. É uma dinâmica nova e pode ser o nascimento de uma nova.

“Sabemos que esta administração dos EUA tem problemas em aceitar a dominação econômica da China, especialmente na América Latina, com investimentos chineses em infraestrutura, tecnologia ou coisas que teriam alguma utilidade em um eventual conflito entre Pequim e Washington, como uma guerra cibernética e até mesmo real”, diz Myers. Mas a especialista diz não acreditar que as ambições chinesas na região tenham como objetivo combater os EUA. “O foco é econômico e em recursos naturais. A China trabalha para a sua própria agenda de reformas domésticas e, para avançar nela, a América Latina se tornou atrativa para as empresas chinesas. Mas não é a única região que atrai Pequim”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *