Uncategorized

CHUVAS FORTES TRANSFORMAM BAIRROS DE VALPARAÍSO DE GOIÁS EM GRANDE CRATERAS E RIOS DE LAMA

LAMA, CRATERAS, E ABANDONO RETRATAM A REALIDADE DOS BAIRROS DE VALPARAÍSO DE GOIÁS.

Foto/Francisco Rodrigues

As chuvas fortes que vem caindo em Valparaíso de Goiás tem causados grandes estragos nas ruas de muitos bairros, principalmente no setor de chácaras Anhanguera, setor que cresceu  muito nos últimos anos de forma desornada e sem nenhuma infraestrutura.

A realidade  do setor é triste, crateras e rios de lamas tomam conta das ruas do setor em dias de chuvas, fato que, em tempos de internet qualquer cidadão pode denunciar o descaso do poder público e é o que tem acontecido nas redes sociais. Uma chuva(literalmente)de imagens e denúncias do descaso das autoridades competentes que poderiam resolver  os problemas ou evitá-los, já que as chuvas são inevitáveis.

A chuva que caiu nos últimos dias agravou mais ainda a situação, fotos recebidas pela nossa redação mostram o estrago e calamidade que o bairro vive. O setor de chácaras Anhanguera está literalmente jogado na lama.

Segundo alguns moradores que se manifestam nas redes sociais o IPTU deste ano teve um aumento exagerado, alegado pela gestão que será para resolver problemas de infraestrutura também, mas esse é o discurso de todos os anos, afirma as criticas da população nas redes sociais.

O perigo mora ao lado, as crateras podem provocar acidentes com veículos e o moradores, destruir moradias, já os rios de lamas que se forma com as chuvas são condutores de doenças, podendo causar epidemias, sem falar no lixo que é arrastado pelas ruas causando perigos a saúde da população.

Para tentar resolver o problemas os governos vivem de obras paliativas, uma prática que segundo especialista em gestão pública só serve para gastar dinheiro público por não tem efetividade, resolvem por alguns dias, ou horas até a chuva levar os recursos pra lama (literalmente).

Redação: Francisco Miranda

Foto: Francisca Rodrigues

 

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *